top of page

Secretaria de Turismo e Cultura de Jaguariúna leva alegria para as crianças do Lar Feliz

A época mais festiva do ano chegou, Natal é sinônimo de amor, paz, união e solidariedade.E foi assim que cerca de 40 crianças e adolescentes do Lar Feliz, instituição que acolhe crianças de vulnerabilidade passaram, momentos de alegria e muita diversão.


No último dia 17, elas foram surpreendidas com uma visita muito especial , para alegrar o ambiente e o coração. A secretária de Turismo e Cultura do município, Graça Albaran, acompanhada de sua equipe e alunos da Escola das Artes proporcionaram uma tarde diferente para as crianças do abrigo. A programação contou com Papai Noel, personagens da Disney, muitas gulosemas, pintura no rosto, brinquedos infláveis, teatro, brincadeiras, apresentação do show Dog com o vereador Menezes do Canil, entrega de presentes, além de muitos sorrisos e abraços. O evento contou com a participação do prefeito Gustavo Reis.


O clima alegre contagiou o local, levando um pouco de conforto a elas. Para a secretária

Graça, esse momento foi uma demonstração de carinho, empatia e acolhimento estas crianças que vivem nesta situação de vulnerabilidade social. "Foi uma oportunidade trocar energia, de esquentar os corações e levar a Escola além da Arte. Ficamos felizes e emocionados. Sei que elas precisam de muito mais que isso, mas pelo menos durante essas horas eles se divertiram e puderam receber a atenção que merecem," definiu a secretária Graça


Os brinquedos foram doados por empresas da cidade.


Lar Feliz


Hoje o Lar Feliz é uma ONG que oferece acolhimento institucional para crianças e adolescentes, afastados do convívio familiar por meio de medida protetiva de abrigo (ECA, Art. 101). Atende em média 45 crianças e adolescentes de 0 a 18 anos de idade e de ambos os sexos, por mês.


As crianças e adolescentes são encaminhadas para o Lar Feliz pelo Juizado da Infância e Juventude, em decorrência de abandono, negligência, maus tratos, ou cujas famílias ou responsáveis encontrem-se temporariamente impossibilitados de cumprir sua função de cuidado e proteção.


Permanecem no Lar Feliz até que seja viabilizado o retorno ao convívio com a família de origem ou, na sua impossibilidade, encaminhamento para família substituta.

Essas crianças são encaminhados de diversos municípios da região.

A instituição se mantém através de subvenções, convênios, parcerias, doações campanhas e eventos.


Fotos: Divulgação




VESTIBULAR-2024_Bastidores-Noticia_VESTIBULAR-2024_300x600 (1).jpg
unnamed (1).jpg
bottom of page