top of page

Polícia prende o segundo suspeito da morte de policial rodoviário

O segundo homem suspeito de ter participado do crime que levou a morte do policial Militar Welton Santos, na sexta- feira (21), se entregou na manhã desta segunda-feira (24) na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na cidade de Mogi Mirim.



Suspeito no momento da prisão


Na noite de ontem, ele fez um vídeo divulgado nas redes sociais avisando que iria se entregar hoje, e que estava com um ferimento de bala na perna. Ele foi medicado e encaminhado até a delegacia de Mogi Guaçu, onde prestou depoimento e depois levado para a unidade prisional.


O policial militar rodoviário Welton Santos morreu com um tiro na cabeça após ser vítima de assalto quando estava a caminho do trabalho em Mogi Mirim.


Na tarde de sexta-feira, um outro homem de 19 anos foi preso na casa de sua genitora por uma equipe de policiais militares, no bairro Parque das Laranjeiras, em Mogi Mirim. .No momento da abordagem, a polícia encontrou 54 flaconetes de cocaína com ele. Ao ser questionado sobre o crime, ele admitiu ter participado, mas negou ser o autor do disparo que matou o policial.


De acordo com o sargento Leandro Candido que efetuou a prisão, o acusado disse que foi o seu comparsa que pegou a arma do policial e efetuou o disparo. O acusado foi levado até a sua residência e lá os policiais encontraram um coldre de uma arma e a chave da moto que foi roubada da vítima.


Ele foi autuado por latrocínio (roubo seguido de morte) e tráfico de entorpecentes, permanecendo à disposição da Justiça. A motocicleta do militar foi encontrada abandonada em uma estrada no mesmo bairro.


O CRIME


O crime aconteceu na Rodovia Senador André Franco Montoro. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o policial seguia de moto para o trabalho quando foi abordado por criminosos. A vítima teve a motocicleta, o celular e a arma roubados. Ele chegou a ser socorrido até a Santa Casa de Mogi Mirim, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.


Imagens de uma câmara de segurança mostram que, pelo menos, duas pessoas participaram do crime. Segundo a polícia uma moto com queixa de roubo usada pelos criminosos durante o crime foi deixada no local.

Welton foi sepultado no sábado, no Cemitério Municipal da Saudade, em Mogi Mirim. Ele tinha 39 anos de idade e estava há 13 anos na corporação, deixou esposa e dois filhos, de 11 e 16 anos.Polícia prende o segundo suspeito da morte de policial rodoviário

VESTIBULAR-2024_Bastidores-Noticia_VESTIBULAR-2024_300x600 (1).jpg
unnamed (1).jpg
bottom of page