top of page

Estudantes da rede municipal de Jaguariúna são premiados na Olimpíada Brasileira de Matemática



A secretaria de educação homenageou 10 estudantes da rede municipal de ensino de Jaguariúna pelo ótimo desempenho na 17ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), competição disputada em 2022 por mais de 18,1 milhões de estudantes em todo o Brasil.


O evento de premiação ocorreu na noite de terça-feira (27) no Teatro Municipal.

Estavam presentes na solenidade, estudantes, pais, professores, gestores e autoridades da educação. Nesta edição da OBMEP, as unidades municipais de Jaguariúna foram premiadas com a conquista de um estudante medalhista de ouro, dois de prata e sete de bronze.


Os alunos: Pedro Afonso Geribola Pimenta (E.M.Francisco Xavier Santiago) conquistou a medalha de ouro e está entre os 500 melhores do Brasil. Giovana Helena Pereira Gonçalves (E.M.Joaquim Pires Sobrinho II) e Gabriel Goes Bera (E.M.Coronel Amâncio Bueno) conquistaram medalha de prata.



Paulo Antônio de Souza Beltrão Machado (E.M.Coronel Amâncio Bueno), Kaique Fernandes Candido Carvalho, Renan Andrade dos Santos, Julia Cabral Moraes Delgado (E.M.Irineu Espedito Ferrari); João Andrade Carmo de Lima (E.M.Sada Salomão Hossri); Michel Mian (E.M.Franklin de Toledo Piza Filho) e Miguel Rybaltowski Marion (E.M. Maria Tereza Piva) receberam a medalha de bronze.


A secretária municipal de educação, Cristina Catão, ressaltou que é um momento de alegria e que a ação é decorrente de um trabalho colaborativo e sistematizado. “Esse prêmio é de grande importância, 10 alunos premiados na Olimpíada Brasileira de Matemática.


Isso mostra o quanto Jaguariúna se esforça na educação, inclusive o aluno medalhista de ouro está entre os 500 melhores do Brasil em matemática. Então isso vem coroar todo um trabalho desenvolvido pela rede municipal de educação”, afirmou a secretária.




A OBMEP tem como objetivos promover o estudo da Matemática entre estudantes das escolas públicas e privadas, contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica, identificar jovens talentos, incentivar seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas e incentivar o aperfeiçoamento dos professores das escolas públicas, contribuindo para a valorização profissional.


Reportagem: Susi Baião

Fotos: Ivair Oliveira/PMJ

Commenti


bottom of page