top of page

Candidatura de Menezes do Canil é colocada em xeque durante sessão da Câmara





Durante a sessão ordinária da Câmara Municipal, realizada nesta terça-feira (21), o vereador Wanderley Filho (Avante) usou a tribuna para detalhar uma mensagem que circula em grupos de redes sociais, referente a uma possível irregularidade na candidatura do vereador Silvio Telles de Menezes (Cidadania), mais conhecido como Menezes do Canil, na época candidato ao pleito.


Na mensagem, relatada por Wanderley em tribuna, cita que o vereador Menezes não poderia ter se candidatado a vereador na cidade de Jaguariúna, já que documentos de um processo judicial em que o vereador faz parte, mostram que as declarações de imposto de renda dos anos de 2019, 2020, e 2021, foram de uma residência declarada por Menezes na cidade de Santo Antônio de Posse, no bairro de chácaras Vale Verde.

Para o vereador Wanderley, essa é uma situação em que a Comissão de Ética da Câmara deverá tomar providência, até para que o vereador Menezes possa se defender.


A reportagem procurou o vereador Menezes para saber o que ele tinha a dizer a respeito, e o mesmo disse estar surpreso. "Eu me surpreendi e vou esperar o pessoal formalizar qualquer coisa para eu me defender, porque até hoje eu não fiquei sabendo de nada, não sei se é algo referente a minha candidatura, meu endereço, porque eu estou morando aqui na Nova Jaguariúna”, relatou o vereador.


De acordo com as normas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para concorrer ao cargo de vereador, o candidato deve ter domicílio eleitoral no município há pelo menos um ano antes do pleito, além de estar regularmente filiado a um partido político, pelo menos seis meses antes das eleições. Perguntamos se na ocasião em que registrou sua candidatura, o vereador morava em Jaguariúna, mas Menezes não respondeu.


TRÂMITES


De acordo com o presidente da Câmara Municipal, vereador Romilson Silva, todas as decisões da Casa são com base em pareceres jurídicos. “Assim que o documento chegar, será encaminhado para o jurídico“, adiantou.


Reportagem: Bastidores da Notícia e O Jaguar

VESTIBULAR-2024_Bastidores-Noticia_VESTIBULAR-2024_300x600 (1).jpg
unnamed (1).jpg
bottom of page