top of page

Ação Social vira caso de Polícia em Jaguariúna


De uma boa ação ao transtorno, foi assim que muitos moradores de alguns bairros de Jaguariúna descreveram a "ação solidária" que aconteceu na tarde deste sábado (24), véspera de Natal, por um grupo de pessoas em dois veículos que estavam percorrendo os bairros da cidade entregando balas para as crianças. Junto deles dezenas de motociclistas, muitos sem capacetes, veículos sem placa e também com escapamentos barulhentos.


Moradores chegaram a se assustar. O grupo passou por diversos bairros e gerou reclamação de moradores que citaram barulho de escapamento e aceleração de motos.

"Fui levar minha mãe no Upa, nem dava para escutar o que a médica dizia, uma barulheira, uma tremenda falta de respeito", disse um morador .


"Eu saí correndo sem saber o que era, tinha motoqueiro para todo lado, uns sem capacete, empinando moto e fazendo barulho", conta outra moradora.

" Minha filha é autista, ficou assustada com medo, que boa ação é essa meu Deus, essas pessoas não tem consciência", desabafou uma mãe nas redes sociais.


" Meu filho se escondeu, com medo, embaixo da cama, cadê a polícia para acabar com essa bagunça e prender esses desocupados?”, disse uma moradora do bairro Cruzeiro do Sul.

Imagens mostram as motocicletas passando por algumas ruas da cidade, umas sem placa e outras com motorista sem capacete.


O comandante da Guarda Municipal de Jaguariúna, Araújo Mendes, informou ao Bastidores da Notícia que todas as medidas possíveis foram tomadas. " Fizemos o possível para controlar essa ação que de bom não teve nada, apenas gerou medo, revolta e transtorno aos moradores de bem. Através das câmeras de monitoramento de segurança do município, foi possível identificar alguns baderneiros. Algumas motos foram apreendidas e os condutores autuados, os que deram fuga na viatura, foram capturados e apresentados na delegacia e vão responder por crime de direção perigosa”, concluiu.


Um rapaz apontado como um dos organizadores foi autuado, qualificado e multado por conduzir com pessoas em cima da caçamba e estar com o documento do veículo vencido . Sobre a ação, segundo a Gm, ele disse que estava fazendo uma ação social, entregando balas e doces nos bairros e pediu para o pessoal não fazer barulho, mas não adiantou.



VESTIBULAR-2024_Bastidores-Noticia_VESTIBULAR-2024_300x600 (1).jpg
unnamed (1).jpg
bottom of page