Assassino da ex-namorada diz não se arrepender do que fez

Jair Geraldi, 47 anos de idade, foi preso em flagrante na noite de ontem minutos depois de matar a ex-namorada e esfaquear a cunhada no Jardim dos Ipês, ele  não demonstrou arrependimento pelo crime que cometeu.

De acordo com o Tenente PM Foletto, o acusado disse não se arrepender do que fez.

 "Ele contou que havia ido conversar com a ex e que ela havia falado palavras que ele não havia gostado, aí ele resolveu matar ela, para a guarnição ele disse que não se arrepende do que fez", contou o tenente.

Ele, que reside no Jardim Europa, deixou uma moto Biz no local do crime e fugiu, mas foi capturado instantes depois pela Polícia Militar, que mobilizou várias equipes para acompanhar o caso.

Jair Geraldi é mestre de obras e esfaqueou as duas mulheres, sua ex-namorada e a irmã dela, na Avenida Castanheiras, na noite deste sábado, 30. Luciana Zenki, a ex, morreu no local.
 Kátia Zenki, a cunhada, foi encaminhada em estado grave para a UPA 24 Horas.
 

























Nenhum comentário