Três tangaraenses solicitaram inclusão de nome social no título do eleitor


Pelo menos 65 eleitores deverão votar com os nomes sociais nas próximas eleições em Mato Grosso. Segundo o Tribunal Regional de Mato Grosso (TRE-MT), com 13 pedidos, Cuiabá foi o município com o maior número de requisições. O nome social é aquele pelo qual transexuais ou travestis são socialmente reconhecidos (as).

Essa é a primeira eleição no Brasil em que transexuais ou travestis poderão ser identificados pelo nome social.

As amigas Luana e Rafaela (na fotografia) foram atendidas na quarta-feira (25). As duas são eleitoras de Cuiabá. Elas deixaram a Casa da Democracia com o novo título de eleitor na bolsa e um sorriso largo no rosto.

Em Várzea Grande, na região metropolitana, a Justiça Eleitora registrou 10 solicitações. Em terceiro lugar aparece o município de Primavera do Leste, a 239 km da capital com seis eleitoras transexuais atendidas.

A Justiça Eleitoral também atendeu eleitoras transexuais em Rondonópolis (5), Lucas do Rio Verde (4), Cáceres e Tangará da Serra, ambos com três atendimentos.

Ao todo, foram atendidas eleitoras transexuais, para inclusão do nome social no título de eleitor, em 24 municípios.

O prazo para a inclusão do nome social se encerra no dia 9 de maio.

Para solicitar a inclusão do nome social basta apresentar um documento de identificação com foto no ato da solicitação. Não é necessário ter autorização judicial. O eleitor deve apenas preencher uma autodeclaração. 

Fonte: G1 Mato Grosso











Nenhum comentário