Servidores públicos rejeitam proposta de Junqueira e greve continua

Os servidores públicos municipais rejeitaram na noite desta terça-feira, 07, uma proposta do prefeito Fábio Junqueira (PMDB) e a greve da categoria continua. A proposta de Junqueira foi analisada em uma assembleia geral extraordinária convocada pelo Sindicato que representa a categoria o SSERP, e acabou sendo rejeitada pela maioria dos presentes.

Tal proposta, segundo o presidente do Sindicato, Eduardo Pereira, foi apresentada pelo prefeito em uma reunião da comissão de servidores, criada para dialogar com o executivo. 

Ainda segundo Eduardo, a proposta obrigatoriamente teria que passar para análise da assembleia, o que foi feito, porém acabou rejeitada.

"Colocamos em votação, mas a maioria rejeitou a proposta, então a greve continua até haver novas conversas com o prefeito e a apresentação de uma proposta, um acordo que atenda aos anseios da categoria", disse Eduardo.

Na proposta, segundo Eduardo, Fábio ofereceu o pagamento da RGA de 6,18% divididos em duas parcelas, sendo 4,08% em novembro e 2, 12% em dezembro e o aumento do adicional por insalubridade, além de um abono pelo retroativo da RGA.

Nesta quarta-feira, Eduardo afirmou que o Sserp irá informar com detalhes os setores que já haviam aderido ao movimento grevista e os setores que estão aderindo agora, bem como os que decidiram voltar ao trabalho. 

Nenhum comentário